Reflexão: “Um processo de VIDA”

Reflexão: “Um processo de VIDA” por andrea lemos psicologa para Zephora Alta Costura

Reflexão: “Um processo de VIDA”

Nessas últimas semanas, estamos vivendo um tempo bastante diferente do que estávamos acostumados. Nossas vidas nunca estiveram tanto em evidência como diante da pandemia do novo Coronavírus. 

Estávamos acostumados com um mundo presumido, rotinas de trabalho exaustivas, horários para sair de casa e muitas vezes sem hora para voltar, vivendo no piloto automático, num mundo extremamente ansioso e competitivo. Eis que, quase que do dia para noite, fomos convidados a esvaziar os espaços que estávamos acostumados a frequentar e encher nossos lares, com novas (e nem sempre harmoniosas) dinâmicas de relacionamento e convívio.

O modo como tudo está se dando é, de qualquer forma, surpreendente. Diante da situação, fomos obrigados a desacelerar e passamos a ter tempo para refletir sobre pontos que muitas vezes passavam despercebidos. Cai por terra nosso mundo “ilusório”, que nos fazia esquecer da experiência tão inédita e imprevisível (literalmente) que é a vida. Mas ela continua. E, ao mesmo tempo, renasce. Com viagens, casamentos, festas, shows e encontros com amigos cancelados, faz-se necessário aprender a lidar com a instabilidade e mudanças. Tudo, por hora, adiado. Ou melhor ressignificado. Junto com os aniversários por vídeo-chamada, reuniões virtuais e chats por celular sem motivos específicos, vem a saudade de quem amamos e queremos perto. Tudo isso para nos lembrar do que realmente importa no final.

Estamos, pois, diante de um acontecimento único, que nos faz lidar com nossas finitudes e limitações. Certamente, tudo isso afetou nossas vidas das mais diversas formas que se quer imaginávamos. Situações impostas nos convocando a mudanças. É o momento de revermos nossas crenças, valores e espiritualidade. Revermos o que realmente importa em nossas vidas. Estar em casa, com nossas famílias têm nos proporcionado as mais variadas experiências, permitindo momentos de convivência ímpar, de intimidade, cuidado e zelo por nós mesmos e por quem amamos.

Estamos vivendo um processo de vida… Tempo de ativar nossos recursos internos, para enfrentar tudo isso e seguirmos firmes. Tempo de dar e receber, de ressignificar tudo aquilo que estamos oferecendo. Nosso compromisso agora é viver bem, zelar pela vida, sem esquecer que a vulnerabilidade faz parte dela. Tempo de transformar as queixas e oposições em gratidão, aprendizado e evolução.

Nosso saudoso Guimarães Rosa já dizia:

“A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.”

Portanto, é preciso coragem para vivenciar tudo isso. Façamos com que nossas escolhas diárias sejam leves, caminhemos passo a passo no que é necessário. A vida ganhará mais espaço, passaremos a valorizar cada vez mais um abraço, um aperto de mão. Daqui, sairemos pessoas mais maduras e fortes. Sonhos interrompidos, que, em breve, terão motivos de sobra para serem realizados, comemorados e concretizados com outras nuances, com outros olhares e, mais do que tudo, com muita fé. Pois é por aproveitarmos essa oportunidade para nos fortalecer que podemos ter a certeza de que vai dar tudo certo!

Andréa Lemos Psicologa Clínica e Colunista Zephora Alta Costura

Sem comentários

Deixe um comentário